Inglaterra proÍbe fumo dentro de carro com crianças

02/03/15

Toda a mídia está falando da lei inglesa que proíbe o fumo dentro do carro caso haja crianças no veículo. Algumas opiniões a favor e pasmem, opiniões desaprovando a lei.
A cena que assistimos na televisão hoje 18/02/2015, no Rio de Janeiro foi sobre a expulsão de um senhor que se recusava apagar o cigarro fumado dentro de ônibus com ar condicionado. Uma vez que o motorista nada fez, a população dentro de ônibus apagou o cigarro do indivíduo que acendeu outro em seguida.  O mesmo foi expulso de dentro do ônibus pelos próprios passageiros.

Publiquei há 7 anos atrás trabalho sobre a cotinina (derivado da nicotina) presente na urina de 24% das crianças de zero a 5 anos que vieram ao pronto socorro do hospital universitário, antes de 2009, ano em que foi aprovada a lei Ambiente Fechado Livre do Tabaco. Sabe-se que a nicotina inalada de forma secundária (tabagismo passivo) pode desencadear inflamação de vias respiratórias, asma, rinite, infecções pulmonares, e até 5 x mais morte súbita em casa de bebes com pais fumantes.

Ainda não dosei a nicotina na urina de crianças após passeios em carro dos pais fumantes, mas não precisa ser nenhum expert no assunto para definir que a área dentro do carro é menor do que qualquer ambiente de dentro de casa.

Não venha com o papo de que fuma com a janela do carro aberta, ou que só fuma fora de casa, pois um canadense pneumologista me contou uma vez que ficou rodando na sua pequena cidade de 5 mil habitantes, procurando algum pai de seus pacientes fumando fora de casa, e não encontrou nenhum fumante nas ruas.

O mesmo conselho de não se fumar dentro do carro deveria valer para os adultos também, pois esposa não fumante de marido fumante, ou vice-versa, tem 25 % a mais de chance de câncer de pulmão e enfarte.

Já havia tentado discutir com políticos que o ato de fumar é muito semelhante ao de falar no celular. Eu vi quando garoto meu pai guiando com uma mão, segurando o cachimbo e acendendo-o com uma caixa de fósforo, confesso que temi sobre minha vida naquele momento.

Na verdade não precisaríamos ter leis sobre muitas coisas, bastas usar o bom censo. Mas o grande problema é que “BOM CENSO ESTÁ EM EXTINÇÃO NA HUMANIDADE”. Não só para o fumo em ambiente fechado, mas na roubalheira desenfreada, e tudo o que assistimos recentemente no país.

Em resumo, aprovada a lei da Inglaterra. Salve a rainha!

dr-joao-paulo
João Paulo Becker Lotufo
Médico pediatra da SBP, SBPT e SPSP, responsável pelo projeto antitabágico do HU USP
Responsável pelo projeto Dr BARTÔ, de prevenção de drogas no ensino fundamental e médio