Segundo estudo, meninos com pais que não consomem bebidas alcoólicas ou que bebem, mas são contrários ao consumo de álcool por adolescentes, correm risco até 70% menor de beber precocemente

15/05/15


Os pais exercem uma grande influência no consumo de álcool por adolescentes. É o que mostra um estudo realizado por pesquisadores do Instituto Nacional em Saúde, em Taiwan. Segundo a pesquisa, o poder do pai ou da mãe difere de acordo com o gênero do filho. As meninas escutam mais a opinião da mãe, enquanto os meninos valorizam principalmente a restrição imposta pelo pai.
Para o levantamento, 3.972 estudantes, de 14 e 15 anos, responderam a um questionário sobre seus hábitos de consumo de bebida alcoólica, a freqüência com a qual os pais bebiam e qual era a postura dos familiares sobre o tema.
Do total, 680 estudantes afirmaram que haviam consumido bebida alcoólica ...

Veja online, 7/5/2015 http://veja.abril.com.br/noticia/saude/opiniao-dos-pais-influencia-consumo-de-alcool-pelos-filhos

João Paulo B Lotufo
Médico pediatra, pneumologista , responsável pelo projeto de prevenção de drogas do HU USP, responsável pelo projeto de prevenção de drogas no ensino fundamental e médio “Dr Bartô” – www.drbarto.com.br.